Conjuntivite segundo a Germânica Heilkunde

Conjuntivite segundo a Germânica Heilkunde

A conjuntivite nada mais é do que uma inflamação da conjuntiva. Essa inflamação é muito comum de ocorrer, principalmente em crianças, por isso pretendo explicar a conjuntivite segundo a Germânica Heilkunde.

A conjuntiva é o tecido fino e claro que se encontra sobre a parte branca do olho e reveste o interior da pálpebra. Esse problema raramente é sério e pode ser curado rapidamente.

Quais são os sintomas da Conjuntivite?

Os sintomas da Conjuntivite variam de leve a grave, dependendo da fase ativa do conflito, mas podem ser os seguintes:

  • Olhos ardentes e com coceira que secam um muco espesso e pegajoso;
  • Lacrimejamento, um linfonodo inchado sob a mandíbula ou na frente da orelha e uma descarga leve de muco de um ou de ambos os olhos são frequentemente sinais de Conjuntivite;
  • Vermelhidão, coceira intensa e lágrimas nos dois olhos;
  • Ligeiro embaçamento da visão.

Qual é o conflito biológico relacionado a Conjuntivite?

Segundo a medicina tradicional, a Conjuntivite é comumente associada a alergia.

A conjuntiva do nosso olho faz parte de um tecido chamado de ectoderma, que tem controle no córtex cerebral.

Em relação à Germânica Heilkunde, a combinação dos sintomas é um sinal de que a fase de resolução de um “conflito de separação visual” e um " conflito de odor ou mau cheiro" relacionado à mucosa nasal pode ocorrer simultaneamente.

Pálpebras aglutinadas e com crostas revelam que também foi resolvido um “conflito de separação visual” envolvendo as glândulas.

Esse conflito biológico ocorre quando você vê alguém que não via há muito tempo, ou quando você vê algo que não queria ter visto. Temos que trabalhar essas duas hipóteses.

Essa descoberta foi feita por Dr. Hamer, na década de 80, que verificou que todo mundo que passava por uma Conjuntivite tinha uma história parecida antes do surgimento da doença.

Na fase de resolução do conflito, as bactérias e os vírus entram nessa fase com a função de restaurar os tecidos.

Olhos vermelhos, ardentes, com coceira e lacrimejamento ocorre quando a conjuntiva está em cura.

Assista o vídeo abaixo, o qual eu falo sobre a Conjuntivite:

Como tratar a Conjuntivite segundo a Germânica Heilkunde?

Conjuntivite é algo muito normal, que tem como tratar em casa naturalmente, com exceção de casos que são muito intensos que precisam de uma consulta médica e um diagnóstico mais aprofundado.

Como já está em fase de cura, para aliviar os sintomas, você pode fazer chá de camomila frio, compressas e ir acalmando seus olhos de forma que naturalmente você passe dessa fase.

Mas principalmente, você deve compreender que essa é uma fase que seu corpo deve passar e ocorrerá a cura, sempre avaliando a intensidade dos sintomas, é possível que o processo termine dentro de três dias.

Como a Germânica Heilkunde explica as epidemias de Conjuntivite?

Em relação as epidemias, onde várias crianças passam ao mesmo tempo por Conjuntivite, podemos verificar que isso ocorre no retorno das férias escolares, onde veem todos os colegas novamente ou tem essa separação visual dos pais, geralmente acontece isso.

Mas também pode ocorrer de uma criança ter Conjuntivite ao olhar outra criança e se perguntar: “Que coisa feia ela tem no olho?”. Ocorrendo um “conflito de separação visual”.

O que quero dizer é que não pegamos Conjuntivite de ninguém e sim desenvolvemos essa situação, porque quando olhamos uma pessoa com os sintomas, imediatamente pensamos que não queremos ver aquilo.

Sendo que atualmente devemos perder o medo e entender realmente o que ocorre em nossa mente, corpo e psíquico.

Conclusão

Espero que você tenha compreendido sobre a Conjuntivite, segundo a Germânica Heilkunde.

Acho útil o artigo? Compartilhe esse artigo para que possamos ajudar mais pessoas a terem conhecimento sobre a Nova Medicina Germânica.

Quer ter um maior conhecimento da Germânica Heilkunde? Participe da nossa próxima turma Germânica Heilkunde Formação Online.

Este blog é apenas um blog educativo. As informações e serviços aqui contidos não devem ser interpretados como um diagnóstico, tratamento, prescrição ou cura para a doença. Aqueles que buscam tratamento para uma doença específica devem consultar seu médico para determinar o protocolo de tratamento adequado, correto e aceito antes de usar qualquer coisa que é divulgado nesta página. O material referenciado acima reflete a convicção sincera da Dra. Marina Bernardi sobre esta nova medicina.


Receba as novidades!